Histórico

O projeto Infopatrimônio foi elaborado com o objetivo de se tornar uma plataforma colaborativa para conhecimento do Patrimônio Cultural brasileiro, geolocalizando na internet os bens tombados pelos órgãos responsáveis.

A iniciativa foi premiada em 2º lugar em evento promovido pela Emplasa, o GeoExperience: Maratona de Ideias Geográficas.

Participou  da 27ª Edição do Prêmio Rodrigo Melo Franco de Andrade 2014.

Foi apresentada na Conferência  Web W3C Brasil 2014  do Comitê Gestor da Internet no Brasil e W3C Brasil.

O projeto visa fomentar o conhecimento, a difusão e a interação com o patrimônio cultural, além de contribuir para o controle social da preservação.

Inicialmente pelo Estado de São Paulo (Condephaat e Iphan/SP) para, a partir dos dados oficiais obtidos com os demais órgãos municipais e estaduais (inclusive via Lei de Acesso à Informação), paulatinamente expandir a cobertura para o território nacional.

A solução utiliza de forma extensiva dados abertos geoespaciais liberados pela prefeitura de São Paulo em conjunto com dados geoespaciais da esfera Estadual.  O site conta com visualizações em 3D das edificações da cidade nas áreas tombadas bem como a visualizações dos lotes em 2D

O site tem linguagem simples e fácil de manejar. Funciona em dispositivos móveis, como celulares e tablets. Também possui funcionalidades voltadas à acessibilidade de deficientes visuais e idosos.

http://www.infopatrimonio.org

 

MELHORIAS E PERSPECTIVAS:

Em andamento:
* Atualização das áreas envoltórias dos bens tombadosda cidade de São Paulo;
* Inclusão de todos os bens tombados pelo Iphan no Brasil (por Estado em ordem alfabética);
* Padronização dos títulos das imagens.

Futuras:
* Inclusão de bens tombados pelos órgãos de preservação de todos os municípios paulistas;
* Inclusão de bens tombados pelos órgãos estaduais de preservação de todo o país;
* Inclusão de bens tombados por todos os órgãos de preservação municipais brasileiros;
* Melhoria da precisão do georreferenciamanto dos dados do Iphan e Conpresp;
* Integração de dados redundantes dos bens;
* Melhoria da performance da aplicação para dispositivos móveis.

Já realizadas:
* Padronização das informações dos bens inseridos;
* Inclusão de imagens dos bens;
* Atualização dos bens tombados no Estado de São Paulo (Conpresp, Condephaat e Iphan);
* Inclusão dos bens brasileiros tombados pela Unesco.