Campinas – Centro de Convivência Cultural de Campinas

Facebook
instagram

Imagem: Fasouzafreitas

CONDEPHAAT – Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico
Nome atribuído: Centro de Convivência Cultural de Campinas
Outros Nomes: Teatro Arena
Localização: Praça Imprensa Fluminense, s/n – Cambuí – Campinas-SP
Número do Processo: 51547/2005
Resolução de Tombamento: Resolução SC-67, de 19/12/2017
Publicação do Diário Oficial:  Poder Executivo, Seção I, 23/12/2017, p. 53-54
Tombamento Homologado
Descrição: O Centro de Convivência Cultural de Campinas – CCCC é obra de projeção dos valores libertários devido à forma inovadora de configuração e a um princípio de democratização do espaço urbano, mesmo tendo sido executada sob um regime de exceção na história do Brasil. O programa do CCCC constitui uma compensação à demolição do Teatro Municipal de Campinas, estendendo a função “teatro” à praça aberta e permitindo a fruição do equipamento de espetáculos a uma população mais ampla e de maneira livre, informal e flexível, de modo a materializar o ideário de um teatro dessacralizado e integrado ao cotidiano da cidade.
O Centro de Convivência Cultural de Campinas é exemplar da arquitetura modernista que, pelas suas peculiaridades técnicas e plásticas, bem como pelo seu partido arquitetônico aberto e flexível, se articula a uma rede regional de significados culturais, constitutivos da conhecida “escola paulista de arquitetura”. A definição programática do CCCC o vincula ao local como suporte físico e fomentador de atividades socioculturais, assumindo compromisso com um espectro social mais igualitário e equânime, aludindo a valores pregados pelo movimento modernista.
O projeto ganhou consagração da comunidade internacional em 1967 ao representar o Brasil na Primeira Quadrienal
Mundial de Teatro em Praga, onde foi contemplado com o primeiro prêmio e a Grande Medalha de Ouro, dentre 28 países. O projeto original do Centro de Convivência Cultural de Campinas é de autoria do arquiteto Fábio Penteado, personagem de destaque no panorama da arquitetura brasileira não só por sua obra edificada, mas especialmente pela militância e atuação na política por meio da representação profissional e da defesa dos arquitetos e da arquitetura. Fábio Penteado projetou sua obra como sendo de uso aberto, de livre Circulação de pessoas e de abrigo de distintas manifestações artísticas e políticas.
Fonte: Processo de Tombamento.

FOTOS:

PANORAMA 360 GRAUS 1
PANORAMA 360 GRAUS 2
PANORAMA 360 GRAUS 3
PANORAMA 360 GRAUS 4

MAIS INFORMAÇÕES:
Ricardo Trevisan
Wikipedia

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *